TAY - QUEBRANDO BARREIRAS

Hoje, TaY chora de alegria. Ele realizou um de seus sonhos e irá jogar a final do CBLOL 2017. Veja o que isso representa na carreira do player.

TAY – QUEBRANDO BARREIRAS

Sinônimo de garra, veja como a história o player é digna da vitória desse CBLOL 2017!

Podemos dizer que o Rodrigo “TaY” Panisa teve um bom início no Circuito Brasileiro de League of Legends. Começou como midlaner na G3nerationX e logo na sua primeira etapa, em 2015, disputou a semifinal do CBLoL, surpreendendo boa parte da bancada de narradores, casters e analistas. Porém, essa sorte de principiante não durou muito tempo. Em sua segunda etapa, o jogador sentiu a amargura do rebaixamento da elite do LoL brasileiro. Foi um momento tão difícil, que fez com que ele cogitasse abandonar a carreira de pro player, e desistir de seu sonho para sempre.

tay

Mas como o bom guerreiro que é, manteve a cabeça erguida. Na etapa seguinte, aceitou o convite da paiN Gaming para se juntar ao elenco do maior time de eSports da América Latina. Porém, com o convite, vinha um novo desafio: dessa vez carregaria o peso de entrar como reserva de dois dos maiores jogadores do cenário nacional, Kami e BrTT. Apesar das críticas, logo de cara provou que era capaz de ser titular, e melhorar o estilo de jogo da equipe. No mesmo split, a paiN chegou na semifinal, e apresentou um jogo incrível contra a INTZ, que na época era a melhor equipe do Brasil.

Em 2017, TaY aceitou o desafio de recomeçar em uma nova posição, dessa vez ele foi para jungle com a missão de substituir outro grande nome da paiN: SirT. Um momento em que muitos players trocariam de equipe ou até mesmo desistiram do sonho de ser pro player, mas TaY viu alí uma oportunidade de se reinventar. E mesmo com muitas críticas e dúvidas por parte da comunidade, ele não desistiu e provou que quando você se dedica muito, ama o que faz, e não abaixa a cabeça em momentos de dificuldades, pode sim colher bons frutos no futuro.

Hoje, TaY chora de alegria. Ele realizou um de seus sonhos e irá jogar a final do 2° Split do CBLOL 2017. Veja o que isso representa na carreira do player.

36539080401_a9235c64a6_o

Hoje em dia, o que te motiva a continuar jogando?

R.: Acho que duas coisas, a primeira é que por mais que League Of Legends seja o meu trabalho, também é meu hobby, já que me divirto muito jogando. A segunda é que também sempre amei muito competir.

 

A semifinal e a classificação para a final, foram pontos de virada na sua carreira? A partir daqui você vai se cobrar mais? Ou melhor, a torcida vai esperar mais de você?

R.: Acho que o ponto de virada na minha carreira foi quando eu vim para a paiN, mas sim, essa classificação para a final significa muito na minha carreira. Sempre cobrei muito de mim, mesmo quando não era titular. Acredito que a cobrança é natural quando você está numa equipe tão grande como a paiN.

 

Essa classificação para a final, tem um peso muito importante na sua vida profissional. No lado pessoal, o que ela traz pra você?

R.: Me traz um sentimento de realização. Desde que comecei a jogar CBLOL sempre quis ir para uma final. Me dediquei muito e passei por muita coisa pra chegar onde estou hoje, e isso me dá muito um sentimento de ”Eu consegui.”

 

Você já provou que é um dos melhores junglers do Brasil e já caminha para ser o melhor. Mas você já pensou em parar de jogar ou questionou sua habilidade in-game alguma vez?

R.: Acredito que ainda tenho um longo caminho pra poder me considerar o melhor jungler do Brasil. E sim, eu já pensei em parar de jogar somente uma vez, quando fui rebaixado em 2016 com a g3x.

 

Na etapa regular, você se destacou com campeões assassinos. Nos playoffs você se adaptou ao meta e mostrou bons jogos de tank. Como funcionou essa mudança?

R.: Foi uma mudança díficil. Tive que jogar muitas partidas sozinho, e com o time, pra poder me adaptar. Eu ainda acho que tenho muito espaço pra crescer nesse meta porque por mais que eu tenha aprendido a jogar com esses campeões, ainda acho que estou longe de ser muito bom com eles.

Estamos ansiosos para ver a estrela do jogador brilhar mais forte no dia 02 de setembro em Belo Horizonte!